Só sei que nada sei. Talvez não seja bem assim, mas as dúvidas e incertezas são uma constante.
Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010
Vamos a la playa!

Ouvi dizer que o Ministro da Economis defendeu a construção da linha do TGV Lisbos-Madrid com o incrível argumento de que Lisboa se poderia transformar na praia de Madrid! Custa-me a crer. Será este o destino do nosso país? Tornar-se na praia de Espanha?

 

Mas a sério: Haverá algum madrileno que gaste um bilhete de ida e volta do TGV, que não se prevê nada barato, para vir à praia? Para já não há praias em Lisboa. A praia mais perto da capital é a de Algés, que há muito deixou de ser frequentada (ainda me lembro de ver rapazes a mergulhar lá, mas não eram propriamente veraneantes). Então o espanhol chega à Gare do Oriente e pergunta como chega à praia. O ministro estava a gozar ou quê? Creio que era «quê».



publicado por Pedro Freire às 23:41
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010
Quanto nos custa a energia eólica?

 Ora é isto mesmo que eu tenho vindo a perguntar, sem ter ainda conseguido encontrar uma resposta:

 

-Portugal é o segundo país do mundo com maior peso das eólicas no consumo total de energia. Excelente, mas permitam-me questionar qual o valor acrescentado para a economia nacional? O vento nós temos, mas importamos a tecnologia, interessa saber qual o preço que pagamos por cada watt nos diferentes tipos de energia, só depois poderemos perceber se o país está de facto no rumo certo. É que estas notícias costumam vir incompletas, impregnadas de propaganda...
tags: economia

 

(tirado do blog Direito de Opinião)
 



publicado por Pedro Freire às 00:24
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010
A Via Láctea viaja?

A pequena crónica de Miguel Gonçalves sobre espaço no i do dia 4 «Um dia como outro qualquer» é extremamente interessante. Ajuda-nos a ver a relatividade das coisas e a nossa pequenez em relação à imensidão do espaço e do tempo. Interessante a comparação da velocidade do nosso planeta em torno do Sol de 30 km/s e do Sol à volta da nossa galáxia de 250 km/s.

(Sobre estes dados, duas notas: 1) Assumo que a velocidade de 30 km/s que o autor atribui ao «carrocel cósmico» seja a da Terra à volta do Sol, mas isto não é dito claramente; 2) O símbolo da unidade de tempo segundo de acordo com o S.I. é «s» e não «seg»; suponho que Miguel Gonçalves, que é um cientista, o saiba perfeitamente e tenha escrito assim para melhor compreensão pelos leigos, mas acho esta opção errada.)

Mas quando Miguel Gonçalves acrescenta que «a Via Láctea também viaja por esse cosmos a uma velocidade interessante: 300 km/s», deixo de entender. Como é definida a velocidade da Via Láctea? Em relação a que ponto fixo do Universo? Ou seja, em que referencial? Seria de todo o interesse um esclarecimento, não só para mim, mas certamente para muitos leitores.
 



publicado por Pedro Freire às 00:29
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 3 de Janeiro de 2010
Presidências na União Europeia

Fiquei espantado ao saber que a existência de um presidente da União Europeia a partir da entrada em vigor do Trtado de Lisboa não evita que continue a haver presidências do Conselho Europeu rotativas, ao contrário do que eu pensava. Parece-me uma multiplicação desnecessária de presidentes, tendo em conta que já existe (e continuará a existir) o Presidente da Comissão e o Presidente do Parlamento.

 

Recorrendo à Wikipedia leio:

 

Separado do Conselho da União Europeia, há também o Conselho Europeu, que se reúne em cimeiras europeias em cerca de quatro vezes por ano. A tarefa como Presidente do Conselho Europeu, é igualmente realizada pelo chefe de governo ou chefe de estado do Estado membro que exerce a Presidência. O presidente é o principal responsável pela preparação e presidência de reuniões do Conselho, e não tem poderes executivos. A partir de 2009, ao abrigo do Tratado de Lisboa, o Conselho Europeu deixaria de usar o sistema da Presidência do Conselho, pelo contrário, teria um Presidente a tempo inteiro, que não mantém qualquer serviço nacional.

 

Wikipedia apresenta mesmo uma tabela que define a que países cabem as presidências semestrais até 2020. É evidente que este texto necessita de uma actualização, deixando de pôr no futuro o que se passa ao abrigo do Tratado de Lisboa. De quelquer modo, será que as funções de cada presidente está bem definida de modo a que não surjam conflitos de competência?



publicado por Pedro Freire às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Pais Jorge e os swaps tóx...

Será este o Governo que n...

Neo-liberalismo

Eleições na Venezuela

Morreu Chávez. Que farão ...

Ainda a alta velocidade

Confusão a alta velocidad...

Ignorantes

Que confusão

Que é feito da luta dos m...

arquivos

Agosto 2013

Julho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

todas as tags

favoritos

Por quem dobram os carril...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds