Só sei que nada sei. Talvez não seja bem assim, mas as dúvidas e incertezas são uma constante.
Quarta-feira, 31 de Março de 2010
Ainda a recriação do Big Bang

Acabei de descobrir o sítio do CERN que descreve as experiências de colisão de partículas em curso em Genebra. Vale a pena ir lá, apesar de, como revela o blog De Rerum Natura, muita gente não saber "para que serve".



publicado por Pedro Freire às 00:18
link do post | comentar | favorito
|

Refazer o Big Bang?

Embora pouco perceba de Física (apesar de ter conseguido passar nos exames de Física I e Física II nos bons tempos do Professor Silveira no IST) congratulei-me com o êxito do reinício do Large Hadron Collider (LHC) em Genebra. Claro que não consigo alcançar qual é o interesse de recriar as condições do Big Bang, a não ser se for para conseguir criar um novo Universo melhor do que este (pior é difícil!), mas se eu e os meus próximos não puderem ser levados para esse novo Universo, pouco adianta. Mas se é um êxito científico, mesmo que eu não o compreenda, tudo bem.

 

O feito teve pelo menos a vantagem de me levar a conhecer o blog Corta Vicente, que se refere à experiência com grande sabedoria. Esperemos que as próximas colisões de partículas a velocidades próximas da da luz (ou à velocidade da luz, segundo certos jornalistas que nunca estudarama teoria da relatividade de Einstein) me levem a conhecer outros blogs interessantes.



publicado por Pedro Freire às 00:05
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 2 de Março de 2010
Milhares de milhões

Para os jornalistas das TVs, 3 zeros a mais ou a menos fazem muita confusão. Segundo uma notícia de ontem, o banco HSBC distribuiu "dez mil milhões de euros de bónus a cada administrador, tendo apresentado lucros de 4300 mil milhões de euros". Desconfiei logo da notícia. Em primeiro lugar, apesar das somas astronómicas que nos surpreendem diariamente de salários e prémios de gestores de topo (até cá pelo burgo), dez mil milhões de euros para cada administrador parece impensável. Em segundo lugar não tem sentido conceder bónus várias vezes superiores ao lucro obtido.

Hoje procurei e achei: Segundo a Reuters, o CEO do HSBC «Geoghegan stands to be awarded a bonus of four times his basic salary of 1.1 million pounds ($1.68 million).» Ora 1,68 milões de dólares equivalem a 2,29 milões de euros, o bónus será 4 vezes esta quantia, ou seja cerca de 10 milões de euros, 1000 vezes menos do que a quantia citada. Mesmo assim é muito dinheiro, mas nada que não se possa ganhar jogando ao Euromilhões. O Sr. Geoghedan também achou muito, e como alguns dirigentes de topo de bancos britânicos têm-se abstido de receber bónus e outros, que os aceitaram, têm sido muito criticados, doou o seu bónus para obras de caridade. Fica-lhe muito bem.



publicado por Pedro Freire às 23:16
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Pais Jorge e os swaps tóx...

Será este o Governo que n...

Neo-liberalismo

Eleições na Venezuela

Morreu Chávez. Que farão ...

Ainda a alta velocidade

Confusão a alta velocidad...

Ignorantes

Que confusão

Que é feito da luta dos m...

arquivos

Agosto 2013

Julho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

todas as tags

favoritos

Por quem dobram os carril...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds