Só sei que nada sei. Talvez não seja bem assim, mas as dúvidas e incertezas são uma constante.

Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2013
Confusão a alta velocidade

Que se passa com a alta velocidade? É TGV equivalente a "combóio de alta velocidade", como a tradução de "train de grande vitesse" faz crer? Ou quando se fala simplesmente em "alta velocidade", pode não ser tão rápido como o TGV francês? Qual o significado das notícias de hoje sobre as novas decisões do Governo sobre esta matéria? Trata-se de uma reviravolta em que o Governo, pela voz de Vítor Gaspar, muda inesperadamente de posição (e de via) e, pouco dxepois de ter anunciado a renúncia definitiva à construção da ligação Lisboa-Madrid em TGV volta ao projecto e já quer o que há pouco não queria, como insinua, no seu modo de noticiar, a TVI24? Segundo umas notícias, "O Governo já negociou com Bruxelas o financiamento para a linha de alta velocidade entre Lisboa e Madrid, informou o ministro das Finanças à TVI. A linha em bitola europeia, que servirá para passageiros e mercadorias, deverá avançar entre 2014 e 2020 e contará com uma comparticipação comunitária de 85% e não de 25%, como estava previsto em anteriores projetos." Mas outras referem que a nova linha avançará em bitola ibérica, com um "intercambiador na fronteira do Caia para que os comboios adaptem os eixos dos seus rodados aos dois tipos de bitola" e que estará "agora refocalizado nas mercadorias". Mas afinal parece que "O ministério da Economia desmentiu as informações que davam conta de uma iniciativa do governo de retomar o projecto de alta velocidade." As declarações do Ministro das Finanças à TVI não explicam, pois centram-se no aspecto financeiro. Recorda que o troço Poceirão-Caia do TGV foi cancelado e diz que "Como é de conhecimento público, a reformulação do anterior projeto Lisboa-Madrid - refocalizando-o nas mercadorias e reduzindo significativamente a despesa envolvida - foi negociada com Bruxelas". Afinal esta nova reformulação já era do conhecimento público? O projecto reformulado é ainda entre Lisboa e Madrid? O Ministro da Economia não sabia? A bitola será ibérica ou europeia? A refocalização ou reformulação ou o que se queira chamar comtempla apenas mercadorias ou também se destina a passageiros? A sustentabilidade financeira está agora assegurada? São muitas dúvidas.




publicado por Pedro Freire às 22:12
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Confusão a alta velocidad...

arquivos

Agosto 2013

Julho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

tags

todas as tags

favoritos

Por quem dobram os carril...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds